Adeus pirataria

A pirataria digital ainda é a maior ameaça ao desenvolvimento do setor musical licenciado e ao investimento em artistas. Ela prejudica o negócio de música licenciada.

A IFPI (International Federation of the Phonographic Industry) estima que mais de um terço (35%) dos usuários da Internet acessam conteúdo de música sem licença. Essa estimativa aplica-se apenas a dispositivos baseados em desktops: não inclui a ameaça emergente, mas ainda não quantificada, de pirataria móvel baseada em smartphones e tablets, à medida que os consumidores migram para esses dispositivos.

A indústria está respondendo não com uma única estratégia, mas com uma abordagem abrangente e multifacetada. Inclui: educação do consumidor sobre direitos autorais e valor da música; Trabalhar com as agências de aplicação da lei para combater a pirataria online; Litígios contra serviços de piratas on-line; E envolver-se com os formuladores de políticas e legisladores em todo o mundo para criar um ambiente em que o setor de música pode crescer.

A indústria acredita que todas as partes na economia digital têm a responsabilidade de apoiar o comércio digital legítimo e ajudar a combater a pirataria em todas as suas formas.

Fonte IFPI

 


Adeus pirataria

Start typing and press Enter to search